Quinta-feira, 12 de Novembro de 2009

11 de Novembro de 2009

Primeiro a noite inicialmente animada pelos Black Eyed Peas e pela "Calle Ocho".

 
Depois a manhã, mais serena no banco de jardim.
 

“Ele:(...) Eres mi chica, no te voy a dejar por ahí sola por la noche!

Eu: Tu chica?

Ele: Si, desde ayer, no..?

Eu: Hmmm, eso me gusta! :)”

ânimo: *****
melodia: Calle Ocho (I know you want me)
redigido por cricri às 00:02
link do post | Comentar | Ler comentário (3) | favorito
Domingo, 25 de Outubro de 2009

Sábado à noite

Saio de casa num Sábado à noite com um destino: fiesta.

Mas aqui, em Portugal, o ambiente é outro, tão diferente de Espanha: não há botellones nem bares que abrem com os hits dançantes dos anos 80 e 90. Aqui vamos tomar cafezinho às 22h e seguimos para a discoteca quando soam as 2h.
Mas hoje o meu destino, momentaneamente desinteressante e desinteressado, contrariou-me e trouxe-me para casa à 1h.
Limitei-me a um, dois bares. Beberiquei um delicioso cocktail de sumos, natas e grenadina, e ouvi os desabafos de uma amiga.
E estas coisas simples da vida fizeram-me bem.
Ouvir e tentar ajudar uma situação que me recorda a minha vida actua como uma auto-ajuda. Se dou conselhos, porque não usufruir deles também?
Por isso saí do bar mais leve e optimista, como se a cada dia me conhecesse melhor. E enfrentei a noite, mais cálida do que a imaginava.
É a primeira vez que volto sozinha para casa, aqui. Hoje não há vizinhas ou amigas com boleia. Parto ao encontro do táxi descendo, passando ruas desertas, com a paisagem apenas perturbada por um grupo de rapazes, ou um casal de namorados, ao longe. Não se vêem mais raparigas sozinhas como eu pela noite. E por vezes ouve-se o som dos meus passos a ecoar. Tenho-lhe uma relação de amor-ódio: o medo e o gosto da solidão. Talvez devesse estar mais preocupada, mas sinto que conheço cada centímetro daquele passeio. Encarei o castelo, iluminado, ao atravessar uma passadeira e deparei-me com um jovem e ébrio sujeito que lançava palavras ordinárias para o ar turvo pelo nevoeiro que baixava. Mantive o olhar em frente e o passo rítmico.
Cheguei ao jardim com a fonte e sabia que agora estava segura.
Dei as boas noites ao taxista e entrei com rumo a casa. No fim, senti-me mais crescida, um bocadinho assim, mais pequeno que o danoninho mas suficiente para fazer a diferença.
ânimo:
tags: , ,
redigido por cricri às 01:40
link do post | Comentar | Ler comentário (2) | favorito

»Cricri

»Remexer no boudoir

 

»Setembro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


»últimos posts

» 11 de Novembro de 2009

» Sábado à noite

»baú de posts

» Setembro 2011

» Junho 2010

» Março 2010

» Fevereiro 2010

» Janeiro 2010

» Dezembro 2009

» Novembro 2009

» Outubro 2009

» Setembro 2009

» Julho 2009

» Junho 2009

» Maio 2009

» Abril 2009

» Março 2009

»tags

» todas as tags

»predilectos

» 10 coisas para animar

» 15 coisas para fazer no s...

» Estúpidos hábitos

» A estreia do Padre novato...

» Só lê quem quer!

» Para todos os gostos!

blogs SAPO

»subscrever feeds